Os filhos de Gengis Khan

Estátua de Gengis Khan com seus descendentes em volta

Um estudo genético avaliou 2 mil homens asiáticos e revelou que 8% deles pertenciam a uma mesma linhagem paterna. Conheça a história de Gengis Khan e como seus genes se espalharam em grande parte da população asiática.

O primeiro Khan

Gengis Khan foi o primeiro grão-cã da Mongólia, tendo fundado o Império Mongol em 1206. O soberano é lembrado por unificar povos mongóis e por ter sido o responsável pela maior conquista territorial da história, mas também por seu perfil sanguinário e impiedoso. 

Gengis, em língua mongol, significa “guerreiro perfeito”. Khan, ou cã em português, é um título para chefes supremos asiáticos, equivalente ao título de imperador. 

No século 13, o líder do Império Mongol conquistou mais de 20 milhões de km2, o equivalente a 2,3 vezes o tamanho do Brasil. Seus filhos e netos, sucessores no comando, conseguiram ampliar ainda mais o território. Em seu auge, o Império cobria cerca de 22% da área continental da Terra, indo desde as Coréias até a atual Polônia, passando pela China, Sibéria, Oriente Médio e Ásia Menor.

Mapa com os territórios do Império Mongol conquistado na morte de Gengis Khan e quando seus descendente estavam no comando

Espalhando genes pela Ásia

Um estudo avaliou o cromossomo Y de 2 mil homens asiáticos e descobriu  que 8% deles pertenciam a uma mesma linhagem paterna. O padrão genético similar foi encontrado em homens de 16 populações diferentes, espalhadas na Ásia desde o Mar Cáspio até o Oceano Pacífico. Os pesquisadores sugerem que houve uma rápida propagação do cromossomo Y nas populações asiáticas há cerca de mil anos atrás a partir da Mongólia. 

O cromossomo sexual Y está presente apenas em pessoas do sexo masculino, sendo sempre passado de pai para filho.

A explicação encontrada pelos pesquisadores foi a de que o portador inicial de tais marcadores genéticos provavelmente tinha uma vantagem social que permitiu ter um grande número de descendentes.

Apesar de não ser possível analisar o DNA de Gengis Khan para comprovar a hipótese, ele é o personagem histórico que completa essa lacuna, pois além da vantagem social, ele esteve presente em grande parte da Ásia no decorrer das conquistas territoriais durante o período estimado pelos pesquisadores. 

Gengis Khan teve filhos com várias esposas, amantes e pelo abuso de mulheres das tribos conquistadas. Seus filhos, que assumiram o comando do Império, também tiveram muitos descendentes. 

As estimativas a partir do estudo sugerem que cerca de 8% dos homens que vivem nos antigos territórios do Império Mongol, o equivalente a 16 milhões de homens, sejam descendentes distantes de Gengis Khan.

Mapa indicando as populações do estudo que apresentaram similaridade no cromossomo Y
Mapa indicando as populações do estudo que apresentaram similaridade no cromossomo Y
Conecte-se com a história e tradição Mongol

Cultura
Acredita-se que o naadam, feriado nacional da Mongólia, tenha começado como celebrações religiosas ainda na época de Gengis Khan. Desde 1921 é celebrada também a independência do país, com eventos em que são realizadas competições como a luta livre, corrida de cavalos e arco-e-flecha, além de danças e canções tradicionais.

Assista ao curta-metragem Nomads of Mongolia, de Brandon Li, para conhecer um pouco os costumes e hábitos dos povos nômades dessa região.

Culinária
Na culinária mongol, o bolinho de massa cozido no vapor é chamado buzz. O recheio mais tradicional é o de carne bovina, mas há também variações com carne de porco ou vegetais. Já o airag é o leite de égua fermentado, bastante consumido pelos nômades e parte da culinária mongol. 

História
Assista à série Marco Polo (Netflix), que se passa no período do Império Mongol comandado por Kublai Khan, neto de Gengis Khan. Apesar de ser uma ficção, com boas pitadas de dramatização, o seriado conta com uma grande riqueza de detalhes em relação aos costumes, roupas e ornamentos, assim como referências históricas a batalhas e conquistas.

Que tal descobrir a história da sua família?

O meuDNA Origens é um teste de ancestralidade desenvolvido para revelar de quais regiões do mundo vieram seus antepassados. Nós analisamos seu DNA e comparamos com um banco de dados que contém informações de 88 populações. Observando quais marcadores genéticos destes povos estão presentes no seu material genético, podemos saber qual a sua ancestralidade. 

Você também terá acesso a conteúdos exclusivos para conhecer mais sobre a história de cada uma das populações que estão no seu DNA, além de dicas de como você pode se conectar com todas essas culturas sem precisar sair de casa! Conheça o teste!

Deixe uma resposta

You May Also Like