Seleção sexual: a busca pelos parceiros reprodutivos

Aves do paraíso e seleção sexual
A seleção sexual é a competição entre indivíduos da mesma espécie para a reprodução. Entenda mais e veja exemplos curiosos da seleção sexual.

A seleção sexual é um tipo de competição que acontece entre animais da mesma espécie, na qual alguns indivíduos têm mais vantagens do que outros em relação à reprodução

A seleção sexual pode parecer algo distante, mas você certamente já viu o pavão macho exibindo sua exuberante cauda colorida para a fêmea, como se pudesse dizer “me escolha para ser o pai dos seus filhotes, pois sou o melhor macho do grupo”. 

Esse comportamento que mostra a aptidão reprodutiva não é exclusivo do pavão e é um exemplo de seleção sexual. Machos de outras espécies apresentam uma infinidade de outros recursos para impressionar a fêmea ou vencer os outros machos para se tornar o dominante em um grupo. 

Veja com mais detalhes o que é seleção sexual, qual a relação com a seleção natural e conheça exemplos de como ela ocorre em diferentes espécies.

O que é seleção sexual?

O conceito de seleção sexual foi proposto pelo naturalista inglês Charles Darwin em 1871 em seu livro A descendência do Homem e Seleção em Relação ao Sexo” (em inglês, The Descent of Man, and Selection in Relation to Sex) como um mecanismo secundário, que acontece junto da seleção natural na evolução das espécies. 

De forma simples, podemos definir seleção sexual como a manutenção de características físicas e de comportamentos que conferem vantagens reprodutivas aos animais que as possuem.

Hoje aceito, o conceito de seleção sexual não foi bem compreendido no início e provocou grande estranheza nos cientistas, inclusive em Darwin. Ele notava algumas características em certas espécies de animais que pareciam ir contra a premissa da seleção natural. 

Por exemplo, a cauda do pavão macho. Darwin não entendia como esse vistoso ornamento se mantinha na espécie, já que é uma característica na qual o pavão gasta muita energia para produzir, além de ser chamativa para os predadores. 

Produzir penas longas e vistosas e exibi-las de forma exuberante exige um bom estado físico do pavão, que precisa ser forte, bem alimentado e não ter parasitas ou doenças, ou seja, estar saudável. 

Após muitos estudos e cartas trocadas com outros cientistas, Darwin entendeu que, embora essa característica aparente ser desvantajosa, ela passa um sinal que é avaliado pelas fêmeas para a escolha de um parceiro reprodutivo.

As características que aparentam ser um fardo são, na verdade, importantes para a reprodução e, por consequência, para a sobrevivência da espécie.

Como acontece a seleção sexual?

Existem várias características e comportamentos que aumentam as chances de um macho ser escolhido pela fêmea ou de ganhar uma competição física com outros machos. Mas o que significa ter uma bela cauda de penas e ser escolhido por uma fêmea, por exemplo?

As penas das aves são uma forma do macho mostrar sua saúde e fertilidade às fêmeas. Se suas penas estão bem alinhadas, coloridas e saudáveis, isso significa que ele também está saudável e, por isso, poderá ser um bom progenitor (pai) para seus filhotes. 

Já os “chifres” de algumas espécies de besouros e de alguns mamíferos, como os cervídeos, servem para competir fisicamente pelas fêmeas, como você já deve ter assistido em algum programa de televisão. 

Se o macho ganha um embate de outros machos, ele mostra como é saudável, forte e provavelmente será um bom parceiro reprodutivo.

Quando a fêmea escolhe um macho pelo seu “charme” ou acasala com aquele que ganhou uma batalha, ela instintivamente está escolhendo seus genes, que estarão também nos filhotes. Se os filhotes herdam os genes de um macho com vantagem reprodutiva, aumentam-se as chances de eles serem tão bem sucedidos na reprodução quanto o pai.

Na reprodução acontece a transmissão das características genéticas para outras gerações. Assim, sendo escolhido ou ganhando uma batalha, o macho se reproduz e transmite parte de seus genes para seus descendentes.

Exemplos de seleção sexual

Não são todas as espécies de animais que apresentam características diferentes em machos e fêmeas e que estão relacionadas à seleção sexual. Confira alguns exemplos curiosos de seleção sexual no mundo animal.

Seleção sexual nos mamíferos

Mamíferos possuem um arsenal de características que são usadas para cortejar as fêmeas e/ou ganhar uma disputa de outros machos, que pode ser um combate corporal ou apenas uma exibição de seu físico. 
Os cornos dos antílopes, os chifres dos cervos, a juba dos leões, a massa muscular dos leões-marinhos e até o pescoço da girafa são exemplos de características que evoluíram pela seleção sexual.

O pescoço da girafa surgiu por seleção sexual?
Uma pesquisa recente que estudou um fóssil encontrado na China pertencente a um ancestral das girafas atuais trouxe evidências de que o longo pescoço das girafas pode ter sido selecionado primeiramente para embates físicos
Os cientistas observaram que na região do pescoço e da cabeça do fóssil estão presentes articulações e vértebras complexas e bem densas. Isso estaria relacionado a intensos combates entre os machos para ganhar dominância territorial. 
Ainda de acordo com a pesquisa, o longo pescoço das girafas teria uma função bônus: facilitar a alimentação, já que permitiria à girafa chegar às folhas mais altas.

Seleção sexual nas aves

As aves-do-paraíso são um grupo de espécies que habitam, em sua maioria, a Indonésia, Papua-Nova Guiné e a Austrália. Têm como característica mais marcante as cores exuberantes e formas alongadas de suas penas, que partem de várias partes do corpo, como da cauda, pescoço e cabeça. 

Os machos de algumas das espécies também realizam danças elaboradas e entoam cantos, dando um verdadeiro show no momento de conquistar as fêmeas.

Uma ave da espécie ave do paraíso exibindo sua plumagem e sua cauda.

Seleção sexual nos invertebrados

Em algumas espécies de moscas, o macho dá para a fêmea um presente nupcial, que pode ser uma presa, um pedaço de planta ou alguma secreção glandular que ele mesmo produziu. Esse presente tem a função de fornecer energia à fêmea, já que é ela quem vai gerar os ovos. 

Esse mesmo comportamento também é observado em aranhas. Os machos enrolam pedaços de presas com a teia, montando um “embrulho” para o presente nupcial que será entregue à fêmea.

E se engana quem pensa que não tem trapaça e mentira nessas espécies. Pesquisadores da área de comportamento animal já observaram roubos de presentes nupciais entre machos, e machos que entregam presentes vazios (apenas um emaranhado de teias) para as fêmeas.

Seleção sexual nas fêmeas
Em algumas espécies de animais, as fêmeas competem entre si por território e abrigo para fazer os ninhos e por outros recursos associados à reprodução, como alimentos. Em algumas espécies de moscas, são os machos que escolhem a parceira reprodutiva, sendo que eles tendem a preferir a fêmea que não se acasalou recentemente com outros machos.

Qual a relação entre seleção sexual e seleção natural?

Também proposta por Darwin, a seleção natural favorece, em uma determinada população, aqueles indivíduos cujos genes predispõem a características que são vantajosas e que aumentam a sobrevivência em um lugar. 

As características e os comportamentos envolvidos com a aptidão reprodutiva são orquestrados pela seleção sexual

A seleção sexual atua em características que conferem vantagens reprodutivas, já a seleção natural atua de forma mais ampla, nas mais diversas características.

Na prática, no entanto, esses dois conceitos se conectam. Um ser vivo não pode se reproduzir se não sobreviver; mas se sobrevive e não consegue se reproduzir, não transmite seus genes para outras gerações.

Tanto a seleção sexual quanto a seleção natural fazem com que determinados genes sejam selecionados e se espalhem em uma população. A informação genética contida no DNA pode ter um papel muito importante na história evolutiva de uma espécie, assim como na sua vida e saúde.

Conhecer o seu DNA é se aprofundar em um mundo que tem muitas informações que podem ser exploradas, e você pode ter acesso a essas informações com o meuDNA Premium, o teste genético mais completo do país. 

Através do meuDNA Premium você vai conhecer sua ancestralidade genética, com base em até 88 populações ao redor do mundo, e saber seu risco de desenvolver algumas doenças hereditárias, como diabetes monogênica, câncer de próstata e câncer de pele.

meuDNA premium

meuDNA Revisa

O que é seleção sexual?

É a manutenção de características físicas e de comportamentos que conferem vantagens reprodutivas aos animais que as possuem.

Qual a diferença entre seleção sexual e seleção natural?

A seleção natural favorece aqueles indivíduos cujos genes predispõem a características que são vantajosas e que aumentam a sobrevivência. Já as características e comportamentos envolvidos na aptidão reprodutiva são orquestrados pela seleção sexual.

Quais características são exemplos de seleção sexual?

A juba dos leões, os chifres dos cervídeos, as penas e a cauda do pavão e as danças e cantos das aves-do-paraíso são exemplos de características e comportamentos que evoluíram por seleção sexual.

0 Shares:

Deixe uma resposta

Você também pode se interessar:
Read More

O projeto genoma humano

Conheça mais sobre a história de um dos maiores empreendimentos científicos da história, responsável por sequenciar o genoma humano pela primeira vez