Tipos de Câncer

Sabia que o câncer pode estar na família?

A origem do câncer está relacionada a diversas mutações no DNA que fazem as células ganharem múltiplas novas características, como perder o controle da divisão e adquirir a capacidade de invadir outros tecidos.  

O câncer não é uma única doença, e sim um termo que representa mais de 100 diferentes tipos de doenças que têm em comum a capacidade de transformar uma célula normal em uma célula cancerosa, que é capaz de se dividir incontrolavelmente. A doença pode ser dividida em 2 grandes grupos: tumores esporádicos e tumores hereditários.

Tumores esporádicos

Pense em um carro que saiu perfeito da fábrica e começa a causar problemas por um acúmulo de defeitos ao longo do tempo, até que esteja tão danificado que dirigi-lo certamente causaria um acidente. 

O primeiro defeito acontece com perda do controle dos freios, seguido do acelerador travado, o painel do que avisa falhas do veículo também falham (assim o motorista não consegue reconhecer e controlar os problemas do carro), por fim, péssimas condições na estrada causam mais danos.

Assim como todos esses problemas contribuem para a ocorrência de um acidente, o acúmulo de mutações em genes-chave do controle do ciclo celular ou em genes que produzem proteínas de reparo do DNA resultam no desenvolvimento de tumores

Chamamos de tumores esporádicos aqueles que se desenvolvem a partir de mutações em células somáticas.  Essas células são muito diversas (exceto óvulos e espermatozoides) e são as responsáveis pela formação do nosso corpo e todos os órgãos, como a pele, mama, fígado e rins.  

Câncer esporádico
No desenvolvimento dos tumores esporádicos, a célula (carro) vai adquirindo diversas mutações (defeitos) ao longo do tempo. Quando essas mutações não são corrigidas e ocorre o desenvolvimento do câncer (acidente).

Assim, a formação desses tumores depende de que células somáticas de um tecido específico percam o controle do ciclo celular, através de diversas mutações. Muitas dessas mutações ocorrem através de erros da divisão celular acumuladas ao longo da vida, mas outras são causadas por agentes externos como o tabagismo, infecções e radiação solar.

Câncer e mutações somáticas
Tumores esporádicos ocorrem através de um acúmulo de mutações células somáticas de um tecido específico do corpo.

Tumores esporádicos correspondem a 90% de todos os tumores e geralmente são diagnosticados em pessoas acima de 50 anos. Além disso, esses tipos de tumores não são herdáveis, ou seja, não serão passados para as próximas gerações.

Tumores hereditários

Agora pense em outro carro, mas esse já saiu da fábrica com algum problema no painel do veículo que avisa falhas, a do freio ABS, por exemplo. O carro ainda tem um bom desempenho, mas ao longo do tempo os freios do carro também falham, e mais defeitos se acumulam até que o acidente aconteça.

As pessoas com tumores hereditários já apresentam alguma alteração em genes que controlam o ciclo celular ou reparam o DNA desde o nascimento. Essas mutações promovem um efeito em cascata para o desenvolvimento de novas mutações. Assim, somado às mutações que ocorrem normalmente pela replicação do DNA e aquelas relacionadas a agentes externos, as chances de desenvolver tumores aumentam. Por isso, as pessoas com esse tipo de mutação geralmente desenvolvem tumores em idade jovem (antes dos 50 anos). 

Câncer e mutações hereditárias
O desenvolvimento dos tumores hereditários, a célula (carro) já apresenta mutações  (defeitos) de fábrica e ao longo do tempo adquire outros. Quando essas mutações não são corrigidas e ocorre o desenvolvimento do câncer (acidente).

Os tumores hereditários se desenvolvem a partir de mutações (em genes que controlam o ciclo celular ou o reparo do DNA) em células germinativas, os espermatozoides e os óvulos. Essas mutações podem ocorrer espontaneamente nas células germinativas da pessoa ou serem herdadas do pai ou da mãe. Durante a fecundação, o óvulo se funde com o espermatozoide e forma o embrião. 

Caso o óvulo ou o espermatozoide tenham uma mutação, após a fecundação todas as células do bebê terão essa mutação, inclusive as suas próprias células germinativas. Assim, há chances da pessoa ter mais de um tipo de tumor ao longo da vida. Além disso, há 50% de chance delas passarem essa mutação para os filhos. Por isso,  consideramos esses tumores hereditários.

Pessoas com tumores hereditários possuem todas as suas células com uma alteração no DNA. Todas as células apresentam dificuldade em controlar alguma etapa do ciclo celular, assim  todas as células são suscetíveis a adquirir novas mutações e desenvolver cânceres. 

Os genes BRCA1 e BRCA2, por exemplo, atuam no mecanismo de reconhecimento de falhas e reparo do DNA, e se alterados a célula tem dificuldade de consertar os defeitos causados por outras mutações. É como se o painel de que avisa falhas do veículo estivesse danificado, assim sem saber que há problemas no carro e sem ter a capacidade de corrigir os problemas, mais defeitos que se acumulam no carro.

Uma pessoa com uma mutação herdada em um desses genes terá dificuldade de reparar o DNA em todas as suas células. Então, todas as células da pessoa são mais suscetíveis a adquirir outras mutações e desenvolver tumores como o câncer de mama e ovário, além de outros tipos de tumores.

Mutações herdadas correspondem a cerca de 10% de todos os tumores. Atualmente, são descritas mais de 50 síndromes de câncer hereditário associadas a genes específicos. O meuDNA Saúde é um teste genético que analisa genes relacionados à predisposição de desenvolver tumores hereditários e outras doenças genéticas, como Doença de Wilson.  

Ou seja, é um teste que não detecta se você tem uma doença naquele momento, mas que analisa se você tem variações genéticas que aumentem suas chances de desenvolvê-la. 

Com essas informações você pode buscar uma prevenção especializada da forma mais precoce possível com o seu médico, diminuindo as chances da doença te surpreender e melhorando as chances de cura, caso ela se desenvolva.

Deixe uma resposta

You May Also Like